‘365 Dni’: Sucesso da Netflix tem cenas mais chocantes do que o filme

O filme 365 Dni (365 Days) fez muito sucesso assim que estreou na Netflix. De acordo com uma pesquisa da Forbes, o erótico polonês bateu recordes, sendo a única produção a alcançar o TOP 10 da plataforma, deixá-lo e recuperá-lo em seguida. Sua repercussão foi tamanha que, em breve, haverá uma sequência do polonês, dando continuidade aos eventos do primeiro longa.

Sua história, por sua vez, gira em torno do sequestro de Laura (Anna-Maria Sieklucka) pelo mafioso Massimo Torricelli (Michele Morrone), que tem uma obsessão pela jovem desde que a viu no acidente que matou seu pai. Dessa forma, o grande dilema é se a executiva se apaixonará pelo gângster em 365 dias ou retomará sua vida normal.

Por outro lado, o que atraiu os holofotes em 365 Dni foram suas cenas quente mais explícitas. Agora, a Netflix apostou em um novo filme que se assemelha ao erótico justamente por seus cliques calorosos que chamam até mais atenção. Entenda o motivo para isso a seguir.

Por Trás da Inocência é a nova aposta da Netflix, mas deu o que falar por lembrar 365 Dni. Sendo assim, as cenas eróticas entre a escritora Mary e a babá Grace chamaram a atenção dos assinantes. Conforme alguns, elas chegam a ser até mais chocantes do que as do polonês, principalmente por não ficar claro se é a imaginação da protagonista ou a realidade.

Outro fator que se destaca é a popularidade do filme. Enquanto 365 Dni consagra-se como um dos maiores sucessos na plataforma, o original conta com uma péssima avaliação pelos espectadores. “Esse é literalmente o pior filme já feito”, escreveu uma assinante da Netflix. Já outra, comentou: “É perder tempo assistir Por Trás da Inocência“.

Por Trás da Inocência 

Por Trás da Inocência (Deadly Illusions) é o mais novo sucesso da Netflix. Sendo mais uma aposta de thriller erótico, o filme traz a história de Mary (Kristin Davis), uma escritora muito bem-sucedida de mistérios e que, aparentemente, possui uma vida perfeita com seus filhos e marido Tom (Dermot Mulroney). No entanto, quando contrata uma babá – Grace (Greer Grammer) – para cuidar de seus filhos, pode ser o começo de uma tragédia.

Dessa forma, a protagonista cria fantasias sexuais com a babá, motivo pelo qual o filme compara-se a 365 Dni. Com isso, o real e o imaginário confundem-se e Mary já não sabe mais distingui-los. De acordo com a revista Variety, o longa encaixa-se como um “soft porn”, ou seja, que apresenta cenas de sexo menos explícitas.

Fato e ficção começam a se mesclar, e o público não consegue perceber se Mary está imaginando os eventos ou se eles realmente aconteceram – como seus quentes encontros com a quase perfeita Grace. O filme é como um ‘soft porn’ entre mulheres, com cenas lembrando Red Shoe Diaries e Instinto Selvagem.










Fala! Universidades

Postar um comentário

Deixe o seu comentário! ;)

Copyright © Maratonando. Todos os direitos reservados | F.H |